2007-10-31

Dietrich (Diderich) Buxtehude (1637 - 1707)

Infelizmente não foi possível estar presente na Capela da Bemposta. Teria sido muito interessante. No entanto fomos contaminados pela febre de Buxtehude, mesmo à distância.
Há uma linha bem vincada que vai do compositor alemão (que sempre se reclamou dinamarquês, pelo que se diz) até Bach...e continua. Persistente. Como já o fora Bach quando insistiu, correndo alguns riscos assinaláveis, em fazer a longa viagem até Lübeck para se encontrar com o famoso compositor da cidade. Isto Ilustra bem a admiração do genial Johann Sebastian pelo organista de Marienkirche.
As Kantaten que Ton Koopman tão bem soube trazer ao público e a música para órgão, aqui soberbamente interpretada por K-B Kropf, no Arp Schnitger de Neuenfelde, revelam a certeza da intuição de Bach ao sublinhar o valor desta música profunda e envolvente.

Assim, tem sido uma semana a cantata e órgão. E como já nos foi dito, é um privilégio!


5 comentários:

Paulo disse...

O órgão deve ser dificílimo de tocar, mas é um instrumento fascinante. Este vídeo é um óptimo exemplo.

Terpsichore E. M. disse...

Oh Goldluc! Mas isto é tocar a quatro patas! :)

Goldluc, se procurar o A Ilha por ''Broto'' - tem lá algo seu..., já experimentou.

E já agora muitos cumprimentos também ao Paulo. :)

goldluc disse...

Olá, Terpsi.
Obrigado pelas referências na «Ilha». Parabéns pela excelente e multifacetada página. O traço comum é, sem dúvida, o bom gosto (e a inteligência, claro!). Infelizmente tenho estado menos disponível para esta actividade. Nem sempre o mais importante se coloca em primeiro. Mas é uma pausa. Só isso! Na escrita que não na leitura.E já nem dispenso algumas referências digitais. É o seu caso e o do Paulo que nos mantém atentos e a quem estendo os agradecimentos.
Bem Hajam!!!

Terpsichore E. M. disse...

Obrigada pela resposta, Gold.
O seu blog era óptimo mesmo no tempo em que escrevia 4 vezes por mês, e é-o, escreva mais ou menos; Não é preciso um ritmo acelarado.

A sua visita é uma honra! - ainda bem que acrescentou ''a inteligência'' ao elogio,- caso contrário ia ter que se entender com essa senhora aí fotografada!. :)

Quanto ao Paulo, agora não o tenho visitado, mas é também apenas uma pausa. (Aliás, por razões tambéem práticas! Por ex. Quando os blogs têem videos e música tornam-se lentos, e a minha internet e computador são ainda muito maus, pelo que demora imenso tempo a entrar...)


Bem haja o Gold e obrigada por partilhar os seus conhecimentos de música e os seus gostos e vivências.

Terpsi :)

Moura Aveirense disse...

Um desafio no meu canto ;) em http://mouraaveirense.blogspot.com/2007/11/corrente-da-blogosfera.html...

Uma boa noite, Moura Aveirense