2007-10-01

Vladimir Horowitz (Kiev, 1 de Outubro de 1903)

Faria hoje 104 anos. Recordemos então o pianista do século. Nascido em Kiev, Ucrânia, é filho da Revolução de Outubro, sem a qual, dizia, nunca teria sido um grande pianista. Abandonou-a aos 25 anos, quando a própria revolução já definhava. Rendeu-se ao "American way of life" e tornou-se cidadão do mundo. Regressou à Rússia já perto do fim. Um regresso emocionado e conturbado.
No Éden dos pianistas ocupará, sem sombra de dúvida, um dos lugares de privilégio.


4 comentários:

Baltazar disse...

é de facto um pianista extraordinario talvez o maior de todos.

Moura Aveirense disse...

Que belo!

goldluc disse...

Olá, Baltazar.

Foi considerado um dos 10 melhores pianistas do século XX, entre nomes de pianistas fantásticos como Courtot, Gilels, esse inenarrável Richter, entre outros titãs. É difícil fazer estas selecções. O que está absolutamente fora de questão é a genialidade da técnica de Horowitz. No entanto....há mais do que simples técnica. As mãos destilam a essência da vida. Quase sempre.
Um abraço!

Olá, Moura!
Belíssimo de facto. Dedicado aos bons amigos :-)
Cumprimentos!

João disse...

Agradeço as palavras simpaticas ao meu Blogue O Chiado, tão simpáticas como imerecidas.
Ao contrário o seu blogue é de muita qualidade e leio tudo com bastante interesse, não só as matérias relaciondas com música mas tambem com a poesia.
E que bonito que é o madrigal de José Gomes Ferreira.
Ainda não sei lidar muito bem com esta coisa dos blogues, quando souber espero melhorar a qualidade.
Troquei o meu nome fictício de Baltasar para o verdadeiro João,
Só não sei põr o e-mail.
Cumprimentos